CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA

2ª REGIÃO

PARÁ - AMAPÁ - TOCANTINS


Menu

FISCALIZAÇÃO


O CRB-2 tem por funções principais a fiscalização do exercício da profissão e o registro dos profissionais graduados em Biblioteconomia em toda a sua área de jurisdição, exercendo ações administrativas, supervisoras e disciplinares.


Desde do inicio desta 17ª gestão, em 2015, temos intensificado o trabalho de fiscalização a fim de impedir exercícios ilegais da profissão, garantir serviços de qualidade para a população e criar por consequência, vagas no mercado de trabalho, uma vez que as instituições autuadas, normalmente acabam contratando bibliotecários.


Em 2016 os resultados das fiscalizações foram:

  •         Instituições fiscalizadas: 179

  •         Autos de Infração abertos:  45

  •         Julgamentos: 29

  •         Bibliotecários contratados após fiscalização: 25


No Final de 2016, o CRB-2 conseguiu a aprovação do seu projeto de fiscalização enviado ao CFB, com intuito de conseguir apoio financeiro para poder fiscalizar de forma mais constante os Estados do Amapá e Tocantins, deste modo, as fiscalizações para 2017  serão muito intensa.



Próximas cidades que serão fiscalizadas em 2017(Fora de região sede do CRB-2)

 

Amapá:  instituições nas cidades Laranjal do Jari, Macapá, Mazagão, Santana e Porto Grande


Tocantins:  instituições nas cidades de Gurupí, Porto Nacional, Palmas, Paraíso do Tocantins, Colinas do Tocantins e Araguaína.

 

Pará: instituições nas cidades de Primavera, Moju, Santa Izabel do Pará, Capanema, Bragança, Altamira, Tomé-Açu e Santarém.



                                      CRONOGRAMA DE FISCALIZAÇÃO 2017 ( AMAPÁ E TOCANTINS)

 

CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO

Ações a desenvolver

2017 (Meses e dias)

Jan

Fev

Mar

Abr

Maio

Jun

Jul

Ago

Set

Out

Nov

dez

Fiscalizar o Estado do Tocantins

 

 

 

 

01-13

 

 

01-13

 

 

20-24

 

Fiscalizar o Estado do Amapá

 

21-24

 

 

 

05-17

 

 

11-23

 

 

 

 

O cronograma das fiscalizações nos municípios do  Estado do Pará, ainda esta sendo definido, sendo que na região metropolitana de Belém, a fiscalização é diária e por isso não é citada como área a ser fiscalizada no cronograma.